24.10.15

Transcrições das Escutas da "Operação Marquês" - "As gajas andam cada vez mais exigentes, e um gajo tem de se pôr a pau..."






Imagem do Kaos




Do CD 12, da série "collector's prize" do procurador Rosário Teixeira

(2 da manhã, toca o telefone na Suite Rosa do "Sheraton Pine Cliffs")



C.S.S. - A gaja já está aí?...

Zé - Yep, ferradinha no sono. Nem os jeans tirou, virou-se logo para a parede e está a roncar. Queres ouvir?... Tadinha, parece uma porca... (risos)

C.S.S. - Deixa-te disso, pá... Olha, o Perna vai passar no monte, antes de ir para aí. Foi o que ele me disse.

Zé - E traz a carga?...

C.S.S. - Na boa, mano. É só livros.. (risos). Ele ainda não está certo de também virem alguns da estante da outra, da Fava. Mas parece que vais ter uma biblioteca toda só para ti, meu... (risos)

Zé - Tá-se bem (risos). Porreiro, pá... Eu nunca pensei que fosse gostar tanto de leituras (risos)

C.S.S. - Quando fores para França vais ser um "estrangeirado", ainda acabas a dar aulas ao pessoal, que a gente bem "precisamos" (risos)

Zé - Estudos é comigo. Estudos e livros... (risos)

C.S.S. - E comigo (risos) Sempre foi... (risos)

Zé - E já deste um toque para Paris?...

C.S.S. - Está tudo tratado, ou quase tudo. Os gajos dos... dos... (risos) "Negócios Traseiros" (risos) já falaram para a Embaixada, para o Seixas da Costa, mas a velha está esquisita, diz que fazer equivalências em Filosofia... pronto, não sei, parece que ela é daquelas ainda à antiga, que dão entrevistas na Antenne 5... Acho que ela acredita mesmo naquilo... Foi o que disseram

Zé - Na boa, mas o que o pessoal quer mesmo agora são gajas para dar crédito, gajas sérias, daquelas francesas, como nas séries, 'da-se, ando farto de jornalistas, gajas de pé descalço, até parece que vivem só para ser pagas à tarefa, como esta, que está para aqui esticada... No fundo, eu queria mesmo era uma Madame da Sorbonne, para fazer como na "Independente", mas com... sei lá, com estilo, com muito estilo... "glamour", estás a ver, "glamour". Se reparares, desde os calotes e as b'zanas de Coimbra, até... até Lisboa, o ISEL... Foda-se, que saudades, pá, a "Independente", tudo isso... mas um gajo tem de subir, acho que Paris até me assenta bem, não achas?... Parece que um gajo entra lá engenheiro e sai de lá doutor. Acho que a minha mãe ia gostar, vou fazer isto... é isso, vou fazer isto só por ela. Pronto está decidido... Agora, só falta convencerem a velha...

C.S.S. - Eu vou telefonar outra vez ao Seixas da Costa, mas o ideal era mesmo ires lá tu, pessoalmente, tipo, o gajo convida-a a ela, e... e... convida-te a ti, aquilo é serviço cultural, Paris é outra coisa, ele dá-lhe uns chás, sabes que essas gajas francesas gostam de ser bem tratadas (risos), não tomam banho, mas estão sempre a beber chá (risos)..., tu depois entras, como se fosse por acaso, ele apresenta-te, e diz à velha que é só para ela reconhecer umas equivalências... deixa cá ver... eu até tenho aqui uma cábula de umas merdas, de uns papéis, que trouxe... que trouxe... do teu processo na "Independente"...

Zé - Foda-se, afinal és tu que tens o meu processo?... As voltas que a velha já deu, lá em casa, para encontrar isso!... Tu queima-me já essa merda, por que se isso cai no "Sol", na "Sábado" ou no "Correio da Manhã" estamos lixados!... Não se arranja um Gago todos os dias para fechar uma merda de uma universidade!... As coisas agora estão muito piores, está tudo controlado, tudo apertado, um gajo tem de ter muito cuidado, senão ainda nos lixam a vida toda, e olha que eu já estou fodido com eles, os gajos são capazes de tudo, se pudessem, até nos prendiam, cabrões da merda... 

C.S.S - Não vou queimar nada, que isto tem de ir por fax, direitinho, para o Seixas da Costa, para ele mostrar à velha... Ou não queres fazer as coisas todas certinhas... (pausa) Deixa cá ver... que é isto de "Estruturas"?...

Zé - Não sei, mas se está aí no papel é por que devia ser do curso...

C.S.S. - ... tá bem visto, isto no fundo é como dizia o Godinho, os cursos são como os carros, a gente às vezes não percebe para que servem aquelas peças todas, mas se lá estão é por que são para alguma coisa..., portanto... "Estruturas"... Deixa cá ver... O Seixas disse para tu veres... Parece que a velha é mesmo troca por troca...

Zé- Mas é para trocar o quê?...

C.S.S. - Tanto quanto eu percebi, é para trocar os nomes que estão em português por nomes que vão estar em francês, e a tal velha assina por baixo e tu passas a ser filósofo... (risos) Grande filósofo que tu me saíste, meu cabrão... (risos) Ainda vais ser o Sócrates do séc. XXI, só sucesso e o passeio da fama, a dares autógrafos pelos Champs Elysées acima, para baixo e para cima, como um interruptor... que grande filósofo que tu me saíste, meu cabrão... (risos)

Zé - E que nomes é que é para a gente trocar?...

C.S.S. - Ó, Zé, isso já perguntei eu... já te disse... esta merda, "Estruturas".... "estruturas" diz-te alguma coisa?...

Zé - Pá, talvez, assim, de repente, não sei... Mas podes escolher uma francesa com um número parecido de letras...

C.S.S - Número de letras?... Só contando... "Logique"?... Não, é curto... "Ontologie"?...

Zé - Não, essa começa por "O"... Diz outra!...

C.S.S. - Não sei... Acho que vamos mesmo ter de nos encontrar, para ler isto em conjunto e depois mandar para o Seixas. Convinha mesmo tratar disto antes da velha morrer, não é, pá?... Vê lá... não sei... "Théorie de la Connaissance"?...

Zé - Ouve lá, isso é muito grande!... Arranja um curto e começado por "E", pá, é assim tão, tão, tão... difícil?...

C.S.S. - Não sei. Deixa ver... (pausa) Sei lá... "Épistémologie"... Tem muitas letras, mas começa por "E", não é?...

Zé - Isso, essa está boa, faz aí uma seta entre as duas, e diz-se depois à velha que é tradução portuguesa, ela também não deve pescar nada desse baralho, quando querem dar uma de intelectuais, o máximo que fazem é pôr a boca em bico e falar de "Saudade", a saudade que as pôs e mais um "zangado" atrás...

C.S.S. - E que vais fazer agora?...

Zé - Pá, vou ver um bocado a Teresa Guilherme e ficar à espera que o Perna apite. Ainda por cima esta gaja está para aqui deitada, a dormir... Acho que vou mesmo para o quarto ao lado... Fogo... Se não lhe estivesse a pagar... porra, às vezes só me apetece vingar disto, tirar umas fotos dela nesta posição e enviar tudo para a revista "Cristina", da outra gaja, no fundo elas deviam eram expor-se umas às outras, não valem um caralho, e nós temos de andar a reboque disto, só para as aparências, a ver se depois tiro a barriga de misérias em Paris...

(Fim da gravação)


(Quarteto do amanhã há mais, ah,pois há, no "Arrebenta-SOL", no "Democracia em Portugal", no "Klandestino" e em "The Braganza Mothers")

Sem comentários:

Related Posts with Thumbnails